FURO
NA ORELHA

FURO NA ORELHA
PELO MÉTODO DA ACUPUNTURA

O melhor procedimento para furar como orelhinhas é encontrar um profissional capacitado para executar uma colocação de brincos de forma higiênica e segura. Afinal de contas, infecção não deve fazer parte do charminho dela.

Com um localizador de pontos computadorizado, localizamos com precisão, um dos pontos neutros nas orelhinhas para que não ocorra nenhum desequilíbrio de energia.

Como pode observar na ilustração ao lado, não pavilhão auricular todos os pontos referentes a nossos órgãos e vísceras, iguais a de um feto no ventre da mãe. Essas linhas energéticas necessitam de uma boa harmonia para uma parte física e emocional.

SERGIO E DUAS LINDINHAS JÁ COM SEUS BRINQUINHOS.



QUAL A IDADE CORRETA PARA FURAR AS ORELHINHAS?

Estando a bebê saudável, os brincos podem ser colocados a partir da primeira semana de vida. Mas o mais importante é a escolha do profissional certo para realizar os furinhos e pode se levar em consideração, o fato de quanto mais cedo melhor. Sendo a orelhinha uma cartilagem ainda molinha e com baixas enervações, a colocação dos brincos não é dolorosa.

Recomenda-se o uso de uma pomada anestésica para reduzir a sensibilidade, o que torna o procedimento indolor.

QUAIS CUIDADOS DEVEM SER TOMADOS?

Todos os dias no banho, lavar as orelhinhas com água e sabonete e secar bem. Se não apresentarem sintomas de inflamação manter os brincos por 20 dias. Nesse período, com hastes de algodão, passar álcool 70% nos furinhos na frente e atrás. É necessário também, girar o brinco 360° suavemente para evitar a aderência nos lóbulos auriculares.

É muito importante ficar alerta com a aparição de inflamação e infecção, tais como: orelhinhas quentes, doloridas, vermelhidão, coceiras e pus. Em qualquer desses casos, retirar os brincos imediatamente e levar ao pediatra para avaliação.

QUAL É O BRINCO CORRETO?

Os brincos de ouro ou aço inoxidável esterilizado estão entre os mais indicados por apresentarem menos riscos de alergia e inflamações. Devem ser pequenos, de forma arredondada e com pinos pontiagudos para facilitar a furação.

A tarraxa deve ser arredondada (tipo baby) e cobrir por inteiro a parte traseira do brinco para o pino não ferir a bebê e não enroscar na roupa.

DEPOIMENTOS DE
PACIENTES

“Desanimado, com medo de sair e sempre com muita vontade de chorar. Descobri que era depressão, fui medicado, mas não apresentava melhora. Marquei minha primeira consulta de acupuntura com o Sergio. Foi incrível minha reação.”

CARLOS ROY BARUSSI
EMPRESÁRIO

“Sofri muito com enxaqueca e meu marido com dores lombares. Tomávamos remédios e as dores iam e logo voltavam. Descobri que as causas eram emocionais e não físicas. E agora com a acupuntura e bem equilibrados as dores se foram.”

ROSELI DA SILVA
APOSENTADA

“Junto com meu amadurecimento veio a menopausa e com ela chegou a irritabilidade e aquele calor insuportável que subia do estomago até o alto da minha cabeça. Era uma sensação horrível, mas com a acupuntura os sintomas não incomodam mais.”

DÉBORA NAVARRO
PROFESSORA